Vencemos o Concurso de Massa Choux

No segundo módulo do curso de Panificação e Confeitaria as coisas ficaram bem interessantes. Aulas de confeitaria e panificação avançada, coisa linda mesmo.

Uma das avaliações deste módulo foi um concurso de receitas de massa choux (massa cozida usada para fazer bombas e carolinas). As receitas deveriam ser inovadoras!!

Minha equipe desenvolveu 4 receitas e selecionamos as duas melhores, depois de quase 8h na cozinha fazendo os testes. Nossa inovação foi criar uma massa para carolina sem glúten e sem lactose, em versão doce e salgada.

Na categoria salgada vencemos!!! Inovamos na massa e no formato. Ficou linda mesmo!

Tortinha de massa choux com recheio de caponata
704842_4929262671829_361856921_o

Carolina Prestígio – Recheio de coco e cobertura de cacau
467888_4929267551951_2030339089_o
Érika e Fê, valeu a parceria! :) Nossos bebês ficara lindos e deliciosos!
Fotos da professora Mariana Martelli

 

Rosca Chelsea: massa delicada, cobertura doce

Este post vai para Sabrina Carozzi [do blog: A rapa do tacho] e Rita Carozzi, que pediram esta receita pelo Facebook :) É só anotar tudinho e colocar a mão na massa!

Esta receita foi uma bela surpresa. Daquela que conquista primeiro pelo visual e depois de provar você tem certeza de que realmente a coisa é boa!

A receita é o livro “O Grande Livro de Receitas: Pães” da Publifolha de 2009. O livro é bem ilustrado e tem receitas ótimas! Tem um capítulo específico de receitas com preparo na máquina de fazer pães, bem prático.

Vamos à receita:

ROSCA CHELSEA

 

 

 

 

 

 

 

 

Ingredientes:
225g de farinha de trigo
1/2 colher de chá de sal
55g de manteiga picada {25g para a massa e 30g para o recheio}
1 1/2 colher de chá de fermento biológico seco instantâneo
25g de açúcar
1 ovo grande levemente batido
cerca de 100ml de leite morno {se ficar na máquina de pão, usar leite frio}
85g de uvas-passas escuras
55g de uvas-passas brancas
55g de açúcar mascavo claro {usei o escuro mesmo}
1 1/2 colher de chá de canela em pó
2 colheres de sopa de mel para pincelar

Modo de Preparo:
1. Unte uma forma de bolo quadrada em 18cm {fiz em forma redonda com furo no meio}.
2. Peneire a farinha e o sal em uma tigela grande e junte 25g de manteiga, amassando suavemente. Acrescente o fermento e o açúcar e misture. Faça um buraco no meio, ponha o ovo e adicione o leite aos poucos, misturando até obter uma massa macia.
3. Coloque a massa em uma superfície polvilhada com farinha e sove até ficar lisa e elástica. Faça uma bola com ela, ponha em uma tigela levemente untada com óleo, cubra e deixe crescer em local aquecido até dobrar de tamanho.
4. Sove a massa novamente em superfície polvilhada com farinha e abra em um retângulo de 30x23cm. Derreta a manteiga restante e pincele sobre a massa.
5. Misture as frutas secas, o açúcar mascavo e a canela e salpique sobre a massa.
6. Começando pelo lado mais longo, enrole a massa como um rocambole. Corte em 12 fatias iguais e coloque-as na forma com o lado do corte para cima.
7. Cubra e deixe crescer em local aquecido até dobrar de tamanho.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

8. Pré-aqueça o forno a 190°C. Asse por 25-30 minutos, ou até estar crescida e bem dourada.
9. Retire do forno e pincele ainda quente com o mel, duas vezes. Deixe esfriar antes de desenformar.

—–}——–{—–

O Augusto até hoje não esquece deste pão. E eu até hoje não repeti a receita… Talvez pelo medo de não ficar tão bom como na primeira vez e mexer na doce e surpreendente lembrança :)

Sento só o que foi essa massa! Macia, leve, delicada… E a cobertura e o recheio doces e marcantes.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O mel pincelado dá um sabor muito especial.

Sabrina, depois quero fotos, heim?! ;)

Um doce abraço,
Mari

 

Bem-amigos para evento beneficente

Ontem entreguei uma encomenda de 100 bem-amigos (mesma receita de bem-casados) para um evento beneficente.

Pude comprovar aquela máxima que diz que é na repetição que podemos chegar na perfeição :) Não que tenha chegado lá, mas a experiência de fazer vários produtos em série ajudou a aperfeiçoar técnicas e até gerou novas ideias para o processo de produção.

Seguem as fotos das etapas de produção, todas feitas com muito carinho :)

O evento é hoje! Um almoço com carreteiro! Vou lá contribuir com duas cestas-básicas e curtir o almoço!

Encomendas pelo email: marianadasilva@gmail.com ;)

Um doce domingo para todos!

Anjinho Suíço – Rostie de Macarrão Instantâneo

Navegando no site de Receitas do Mais Você, procurando comidinhas diferentes… achei uma ótima ideia! O meu querido Miojo em versão de festa! Um Rostie ou Batata-Suíça feito com o lúdico e polêmico macarrão instantâneo.

Para fazer a receita você vai precisar de uma omeleteira, é aquela frigideira com duas partes que se encaixam, para virar o omelete sem manobras radicais.

Os ingredientes para o Anjinho Suíço são os mais simples possíveis:

Anjinho Suíço
Rende uma unidade

Vai precisar de:
* 1 pacote de macarrão instantâneo
* 1 1/2 xícara de água

Opções de recheio:
* Pizza: queijo, tomate, orégano.
* Vegetariano: cenoura ralada, tomate, azeitona, queijo.
* Margerita light: ricota, tomate, manjericão.
> No recheio crie o “a moda da casa” vendo o que tem disponível na geladeira e armários e seja feliz!

Preparar é quase tão simples como a versão tradicional do macarrãozinho:
* Em um refratário alto quebrar a barra de macarrão instantâneo em pedaços pequenos, acrescentar uma xícara e meia de água (em temperatura ambiente) e o pacote de tempero do macarrão. Deixar hidratando até que a massa fique macia.
* Enquanto a massa hidrata você pode preparar o recheio, vendo o que tem na geladeira e picando os ingredientes.
* Escorrer o macarrão.
* Untar a omeleteira com azeite ou manteiga, colocar a metade da massa do macarrão forrando o fundo da omeleteira.
* Acrescentar o recheio. Colocar mais no meio para não vazar para os lados.
* Cobrir com a outra metade da massa do macarrão. Pode dar uma apertadinha com uma espátula.
* Deixar 5 min no fogo para cada lado.


Quem pode resistir a este macarrãozinho metido a besta e louco de bom! Crocante por fora, macio por dentro… Hummm Ótima pedida para as férias, volta da praia, ou para matar aquela vontade de comer um prato salgado sem muita dedicação e ingredientes especiais ;)

Se eu fosse você eu não deixava de fazer, é sucesso garantido!

Doce Abraço da Mari!

Receita original aqui!

Noivar é fofo e merece comemoração S2

Fazer uma comidinha especial no sábado é sempre uma delícia, mas quando se tem uma inspiração mais nobre é muito melhor.

Meu amigão Wilson ficou noivo de uma moça querida chamada Fabíola, com todo esse clima fofo e romântico no ar fiz um jantar para comemorar este momento. Eu e Augusto bolamos o cardápio. Pensamos em comida italiana, sempre aconchegante e deliciosa. Rondelli, conchiglione, canelone… quantas opções… Mas o Augusto lembrou de uma “especialidade da casa”: pappardelle de panqueca :P Com a massa escolhida era hora de escolher o molho! Tudo combina muito bem com a massa de panqueca, molho ao sugo, funghi, quatro queijos… O molho que escolhemos foi molho parisiense, fiz uma variação com lombinho defumado, champignon e ervilhas.

Ai vai a receita da panqueca especial para fazer pappardelle e do molho parisiense da Mari:

PANQUECA p/ PAPPARDELLE
Rende 11 panquecas.

Ingredientes:
2 1/2 xícaras de leite integral
1 ovo caipira
2 xícaras de farinha de trigo
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
2 colheres de sopa de salsinha picada
1 colher de chá de salsa desidratada
Sal a gosto

Preparo:
1. Colocar os ingrediente na ordem acima no liquidificador e bater bem.
2. Untar uma frigideria ou panquequeira com manteiga, retirar o excesso com papel toalha.
3. Colocar uma concha não muito cheia de massa na frigideira, inclinando para espalhar uniformemente a massa. Quando a massa estiver cozida, vire com uma espátula ou com aquela famosa acrobacia e reserve.
4. Após fazer todas as panquecas é hora de transformar elas em pappardelle. Uma a uma dobrar a panqueca no meio e cortar (com tesoura é mais fácil) fatias de 2 cm de largura, se grudar um pouco quando cortar é só abrir as fatias com os dedos.

MOLHO PARISIENSE DA MARI

Ingredientes:
3 xícaras de leite integral
3 colheres de sopa de manteiga sem sal
3 colheres de sopa de farinha de trigo
1 cebola ralada
1/2 xícara de requeijão
50g de queijo parmesão ralado
300g de lombo defumado cortado em cubinhos
1 xícara de ervilhas (prefira as congeladas)
200g de champignon fatiados
sal e noz moscada a gosto

Preparo:
1. Numa panela, coloque a manteiga e refogue a cebola até que murche.
2. Junte a farinha de trigo e mexa bem. A farinha de trigo vai empelotar num primeiro momento. Mexa bem e refogue por alguns instantes para tirar o sabor de crua.
3. Tire a panela do fogo e junte um pouquinho de leite. Misture, para dissover os grumos, acrescente mais leite.
4. Retorne ao fogo e mexa, adicionando leite para que engrosse.
5. Dê um toquinho leve de noz moscada, coloque o queijo ralado, o requeijão. Deixe ferver, mexendo sempre, até que tome a consistência desejada.
6. Acrescente o lombinho, o champignon e as ervilhas.

Agora com a massa e o molho prontos é só misturar e servir. Se preparar com antecedência, deixe massa e molho separados até o momento de aquecer para servir.

A janta foi regada a espumante e boas conversas:

A receita da sobremesa por enquanto é top-secret ;)

Muitas realizações para o belo casal S2 =*

Café Colonial para o Níver do Pai!

No último dia 6 foi aniversário do meu pai, comemoramos com um café colonial! Eu e a mãe bolamos o cardápio e fizemos os quitutes para um café com 13 queridos convidados aqui no meu ap. O único pedido do pai foi que o bolo fosse um tradicional de aniversário: “tipo branco”. Escolhi a torta mineira, que vai abacaxi e coco, com massa de pão-de-ló branco.

O café foi completo, desde pão caseiro salgado e doce, croissants, bolo de aniversário branco e tudo que se tem direito! Vejam a galeria de gostosuras:

Reunir família e amigos ao redor de uma mesa farta para compartilhar alegrias e gostosuras é um daqueles momentos em que penso no que realmente é importante em minha vida.

Parabéns para meu papai, obrigada pela presença todos e voltem sempre! A casa estará sempre aberta para receber amigos e oferecer quitutes feitos com muito carinho.

Bjo da Mari