Vamos Temperar Nossas Vidas

Tem gente que defende que o melhor tempero da comida é a fome, mas acredito que comida bem temperada é sim muito melhor!

O poder transformador de ervas frescas e especiarias é visível dos pratos mais simples aos mais complexos. Uma batata cozida se transforma se colocarmos uma colher de chá de açafrão da terra (cúrcuma), um arroz fica chique e super fresco com hortelã e salsinha picadinhas e sem falar na cotidiana banana, que se enfeita com o sabor doce e quente da canela.

Confesso que tenho receio de utilizar muitos temperos e estudo sobre as combinações possíveis. Muitas vezes acho que temperei o bastante e no final, “cadê o gosto?”. Cozinha é um caminho de aprendizado eterno. O importante é termos a vontade de experimentar e ousar. Para isso é preciso ter os temperos à mão quando se está com a barriga no fogão.

Ter um pequeno estoque de especiarias é tranquilo, a validade destes itens geralmente é grande e os potinhos ocupam pouco espaço em nossas cozinhas, cada vez mais compactas. Mas, e as ervas frescas? Não é fácil ir na feira toda semana e comprar ela fresquinha, e usar todos aqueles buquês perfumados de uma só vez. Ter uma horta é uma opção super na moda, porém exige um cuidado mínimo, que eu mesma não tenho, e algumas vezes consegui perder as plantinhas.

A solução, que nossas mães e avós já conhecem há tempos, é o freezer! Congelar ervas frescas, pois mais paradoxal que pareça é uma alternativa ótima para manter estes temperos sensíveis por mais tempo em nossas cozinhas. Com o mínimo de planejamento e esforço é possível reforçar o estoque congelado uma vez por mês e ter todos os dias porções dos verdinhos em nossos pratos.

Faço desta forma:

  • Compro em feira orgânica perto de casa: salsinha, cebolinha e manjericão.
  • Se estiverem meio murchinhos, deixo eles um pouco na água para retomarem o frescor.
  • Lavo bem cada raminho e folhas. Caso tenha o costume de usar elas cruas é necessário uma higienização mais potente, com água clorada ou produtos específicos. Como eu utilizo só em preparações que irão ao forno e fogão, só lavo bem.
  • Seco as folhas (uma centrífuga de secar salada cai bem nesta hora).
  • E por fim, pico com uma tesoura os a salsinha ou cebolinha direto nos potes de vidro.
  • O manjericão prefiro congelar em forma de molho pesto em forma de gelo, para ir usando as porções aos poucos. Ou separando as folhas e colocando um pote mais largo para que não se sobreponham muito.
IMG_20150129_111212707_HDR

Picar com uma tesoura direto no pote reduz o desperdício e é bem mais rápido.

IMG_20150129_111926643_HDR

Seu tesouro verde está pronto para morar no freezer.

   

Vale a pena dedicar um tempinho neste preparo e os temperinhos prontos para transformar seu prato em uma refeição aromática e deliciosa.

Vou para a cozinham pois tenho mais temperinhos para picar ;)

Abraços frescos e verdinhos!

Anúncios