Rondeli de Espinafre (massa de panqueca)

Amo fazer massa de panqueca por sua versatilidade e diferentes tipos! Gosto de fazer as fofinhas para incrementar um café da manhã de domingo. As panquecas fininhas se tornam lindos crepes para um jantar romântico. E as massas saborizadas e coloridas podem se transformar em macarrão, lasanha e até rondeli!

A receita do dia foi: Rondeli de espinafre com purê de cenoura e cebola. Confira como foi fácil criar esta maravilha:

IMG_20140721_133559932

Massa da Panqueca:

Ingredientes:

  • 1 maço de espinafre
  • 4 ovos pequenos ou 3 grandes
  • 1/2 xícara de fécula de batata
  • 1/2 xícara de farinha de centeio ( outras opções: aveia em flocos médios, trigo integral)
  • a gosto: sal, pimenta do reino, alho desidratado, salsinha e manjericão.

Modo de preparo:

Bater no liquidificador o espinafre (folhas e caules), os ovos e temperos. Após ficar homogêneo acrescentar os ingredientes secos e bater até misturar bem.

Com um papel toalha espalhe óleo por toda a frigideira (melhor se ela for antiaderente) e coloque em fogo médio. Com uma concha (essas conchas de servir feijão) encha com a mistura da massa. Despeje no meio da frigideira e vá girando, espalhando a massa de uma forma uniforme por todo o fundo da frigideira. As bordas da massa irão se soltando, quando toda a massa se soltar da panela está no ponto de virar. Assar só mais um pouco e retirar a panqueca e reservar. Repetir até finalizar toda a massa. Para o rondeli, é bom uma panqueca bem fina e assada levemente, não deixar dourar, pois isso vai dificultar na montagem.

IMG_20140721_130352240

Recheio de Cenoura:

Ingredientes:

  • 2 cenouras médias
  • 2 cebolas médias
  • 1 folha de louro
  • 2 dentes de alho
  • a gosto: sal e pimenta do reino
  • óleo para refogar

Modo de preparo:

Picar a cebola e o alho. Descascar a cenoura e picar em rodelas. Refogar a cebola e o alho até ficar transparente e murchar um pouco. Acrescentar a cenoura e a folha de louro e refogar um pouco. Colocar um pouco de água para cozinhar a cenoura. Após cozinhar bem, retirar a folha de louro e triturar toda a mistura (no processador, liquidificador ou espremedor de batatas).

Molho a gosto:

Para a finalização do prato é necessário um molho, que pode ser de tomate ou molho branco. Usar a receita de sua preferência.

Montagem:

Preaquecer forno em 180 graus. Espalhar um pouco do creme de cenoura na panqueca e enrolar apertadinho. Reservar as panquecas até rechear todas. Depois cortar cada panqueca em três rondelis. Numa assadeira colocar um pouco de molho e encaixar os rondelis com a abertura da massa para cima. Colocar um pouco mais de molho e salpicar parmesão ou gergelim. Assar por 20 minutos e servir em seguida.

Esfiha Integral

Sou daquelas que adora inventar receitas com sobrinhas, dificilmente faço compras específicas para cozinhar algo, o mais comum é verificar o que tem disponível na geladeira e armários e bolar algo (geralmente inédito).

A última “sobrinha” que virou algo delicioso foi um refogado de berinjela. Seu destino era ser recheio de coxinha, mas ficou muito molinho e não rolou. Então, no dia seguinte o, ainda mais, delicioso refogado se tornou uma gostosa esfiha!

A receita é a adaptação da famosa esfiha vendia a centavos por um tal fast-food. Segue ela:

Esfiha Integral

Massa:

  • 750g de farinha de trigo
  • 320g de farinha de trigo integral (já usei centeio e também ficou bom)
  • 13g de açúcar (pode ser refinado, demerara, mascavo, e acho até que mel e melado devem ficar ótimos)
  • 105ml de óleo (uso de girassol)
  • 540ml de água
  • 10g de sal
  • 13g de fermento biológico seco ou instantâneo (ou 39g de fermento biológico fresco)
  • Farinha de fubá para polvilhar na hora modelagem

Recheio:

  • Opções: refogado de berinjela, ricota com ervas, cenoura ralada com curry, brócolis com castanhas, quatro queijos…
  • Queijo provolone e prato ralados.

Modo de Preparo

1. No multi-processador colocar a farinha de trigo, o fermento e o açúcar. Pode ser feita também em Panificadora Caseira, neste caso, seguir modo de preparo padrão do seu modelo.

2. Adicionar o óleo, água (aos poucos) e por último, o sal. Deixar bater até a massa ficar homogênea.

3. Sovar a massa sobre a mesa por alguns minutos.

4. Agora é preciso dividir a massa: dividir a massa ao meio, fazer um rolo (deslizando a tira de massa sobre a mesa), corte em pedaços tendo como medida 3 dedos (60 gramas).

5. Pegue cada pedaço e modele bolinhas.

6. O PULO-DO-GATO: peneire a farinha de milho numa forma grande ou na mesa e vá colocando as bolinhas aí. A farinha de milho não vai deixar que as bolinhas grudem e dará um sabor todo especial.

7. Usando as mãos achatar as bolinhas para dar forma às esfihas, modelando as bordinhas mais altas. Colocar uma porção de queijo ralado para ajudar a firmar a parte central da esfiha para receber o recheio. (Pré-aquecer o forno a 180 graus)

IMG_20140728_181241053

8. Coloque o recheio de sua preferência. Lembre de deixar a bordinha de massa sem recheio, para ficar com o acabamento bonito.

9. Colocar as esfihas numa assadeira untada e assar até que fique com as bordinhas douradas.

Dicas gerais:

– A massa é bem consistente, se notar que está mole colocar mais um pouco de farinha de trigo.

– Em dias frios, enquanto estiver manipulando a massa para fazer os discos, deixe um pano úmido sobre a massa não utilizada.

– Fica ótimo acrescentar na massa um pouco de fibra de trigo.

– Cobertura de gergelim, orégano, páprica picante dão um acabamento e sabor ainda mais especial.

IMG_20140728_183436235

Sabores indianos: pão naan e chutney de manga

Aprendi e me apaixonei por estas receitas nas aulas de Panificação Internacional. Fiquei tão maravilhada que repeti as receitas em casa no dia seguinte, para sentir aquela espetacular harmonia de sabores!

O naan é um pão relativamente rápido de fazer, pois é assado logo após a mistura da massa. Uma ótima carta na manga para aquela visita surpresa, ou para sair da rotina do sanduíche no jantar… Mas como é uma receita maravilhosa, pode muito bem ser feita como entrada para um jantar temático indiano.

naan_chutneyNaan (6 porções)

Ingredientes:

  • 300 g farinha de trigo
  • 8 g fermento biológico seco
  • 8 g açúcar
  • 8 g sal
  • 50 g ovo (1 unidade)
  • 60 g ghee (manteiga clarificada)
  • 150 g iogurte natural

Preparo:

  1. Misturar farinha, fermento, açúcar e sal. Depois acrescentar ovo, iogurte e ghee.
  2. Dividir a massa em 6 pedaços. Abrir a massa em formato irregular com rolo ou com as mãos. Não deixar muito fino, cerca de 1 cm de espessura está bom.
  3. Tostar um lado do pão na frigideira de ferro. Finalizar assando no forno, colocando o lado tostado para baixo. Ou assar em forno lastro, colocando os naans diretamente na pedra.

Para fazer o Ghee: colocar manteiga para derreter em banho-maria, assim que formar uma espuma, ou decantar a parte sólida, coar em pano descartável limpo.


Chutney de Manga e Maçã

Ingredientes:

  • 2 unidades de manga madura
  • 3 unidades de maçã vermelha
  • 2 unidades de pimenta-dedo-de-moça
  • 100g de açúcar mascavo
  • 400mL leite de coco
  • 2 unidades de canela em rama

Preparo:

  1. Descasque a manga e a maçã, corte em pequenos cubos.
  2. Retire as sementes e a parte branca da pimenta e pique-a.
  3. Coloque os ingredientes na panela e cozinhe até ficar uma mistura homogênea e com aspecto cremoso. Se necessário acrescentar um pouco de água ou leite de coco até obter o ponto desejado.

Nada melhor do que ouvir um mantra para se inspirar e preparar estas delícias.

Namastê /\

Anjinho Suíço – Rostie de Macarrão Instantâneo

Navegando no site de Receitas do Mais Você, procurando comidinhas diferentes… achei uma ótima ideia! O meu querido Miojo em versão de festa! Um Rostie ou Batata-Suíça feito com o lúdico e polêmico macarrão instantâneo.

Para fazer a receita você vai precisar de uma omeleteira, é aquela frigideira com duas partes que se encaixam, para virar o omelete sem manobras radicais.

Os ingredientes para o Anjinho Suíço são os mais simples possíveis:

Anjinho Suíço
Rende uma unidade

Vai precisar de:
* 1 pacote de macarrão instantâneo
* 1 1/2 xícara de água

Opções de recheio:
* Pizza: queijo, tomate, orégano.
* Vegetariano: cenoura ralada, tomate, azeitona, queijo.
* Margerita light: ricota, tomate, manjericão.
> No recheio crie o “a moda da casa” vendo o que tem disponível na geladeira e armários e seja feliz!

Preparar é quase tão simples como a versão tradicional do macarrãozinho:
* Em um refratário alto quebrar a barra de macarrão instantâneo em pedaços pequenos, acrescentar uma xícara e meia de água (em temperatura ambiente) e o pacote de tempero do macarrão. Deixar hidratando até que a massa fique macia.
* Enquanto a massa hidrata você pode preparar o recheio, vendo o que tem na geladeira e picando os ingredientes.
* Escorrer o macarrão.
* Untar a omeleteira com azeite ou manteiga, colocar a metade da massa do macarrão forrando o fundo da omeleteira.
* Acrescentar o recheio. Colocar mais no meio para não vazar para os lados.
* Cobrir com a outra metade da massa do macarrão. Pode dar uma apertadinha com uma espátula.
* Deixar 5 min no fogo para cada lado.


Quem pode resistir a este macarrãozinho metido a besta e louco de bom! Crocante por fora, macio por dentro… Hummm Ótima pedida para as férias, volta da praia, ou para matar aquela vontade de comer um prato salgado sem muita dedicação e ingredientes especiais ;)

Se eu fosse você eu não deixava de fazer, é sucesso garantido!

Doce Abraço da Mari!

Receita original aqui!

Sugestão de Cardápio para Ceita de Natal

Há 4 anos os Natais da família tem sido aqui em casa!

Adoro a preparação da ceia, desde a escolha do cardápio, até as compras no supermercado, as preparações de véspera, a separação das louças… Gosto mesmo do pré-evento, e tento planejar bem para que tudo ocorra com tranquilidade. Afinal é um dia de celebração e não de trabalho ;)

Vou compartilhar o cardápio da primeira ceia que fizemos aqui em casa.

Nesta ceia de 2007 os acompanhamentos foram os tradicionais, como arroz a grega e farofa com frutas secas. Nos pratos principais, a tradicional ave assada dividiu as atenções com um salmão, também assado. Ficou muito leve e saboroso!

CEIA:
Arroz a grega
Farofa festiva (receita abaixo)
Salpicão vegetariano
Salada de folhas verdes
Salmão assado com brócolis
Ave assada

BEBIDAS:
Ponche de frutas
Espumante
Água com gás

SOBREMESA:
Panetone recheado com sorvete
____________________

Farofa Festiva


 

 

 

Continuar lendo

Noivar é fofo e merece comemoração S2

Fazer uma comidinha especial no sábado é sempre uma delícia, mas quando se tem uma inspiração mais nobre é muito melhor.

Meu amigão Wilson ficou noivo de uma moça querida chamada Fabíola, com todo esse clima fofo e romântico no ar fiz um jantar para comemorar este momento. Eu e Augusto bolamos o cardápio. Pensamos em comida italiana, sempre aconchegante e deliciosa. Rondelli, conchiglione, canelone… quantas opções… Mas o Augusto lembrou de uma “especialidade da casa”: pappardelle de panqueca :P Com a massa escolhida era hora de escolher o molho! Tudo combina muito bem com a massa de panqueca, molho ao sugo, funghi, quatro queijos… O molho que escolhemos foi molho parisiense, fiz uma variação com lombinho defumado, champignon e ervilhas.

Ai vai a receita da panqueca especial para fazer pappardelle e do molho parisiense da Mari:

PANQUECA p/ PAPPARDELLE
Rende 11 panquecas.

Ingredientes:
2 1/2 xícaras de leite integral
1 ovo caipira
2 xícaras de farinha de trigo
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
2 colheres de sopa de salsinha picada
1 colher de chá de salsa desidratada
Sal a gosto

Preparo:
1. Colocar os ingrediente na ordem acima no liquidificador e bater bem.
2. Untar uma frigideria ou panquequeira com manteiga, retirar o excesso com papel toalha.
3. Colocar uma concha não muito cheia de massa na frigideira, inclinando para espalhar uniformemente a massa. Quando a massa estiver cozida, vire com uma espátula ou com aquela famosa acrobacia e reserve.
4. Após fazer todas as panquecas é hora de transformar elas em pappardelle. Uma a uma dobrar a panqueca no meio e cortar (com tesoura é mais fácil) fatias de 2 cm de largura, se grudar um pouco quando cortar é só abrir as fatias com os dedos.

MOLHO PARISIENSE DA MARI

Ingredientes:
3 xícaras de leite integral
3 colheres de sopa de manteiga sem sal
3 colheres de sopa de farinha de trigo
1 cebola ralada
1/2 xícara de requeijão
50g de queijo parmesão ralado
300g de lombo defumado cortado em cubinhos
1 xícara de ervilhas (prefira as congeladas)
200g de champignon fatiados
sal e noz moscada a gosto

Preparo:
1. Numa panela, coloque a manteiga e refogue a cebola até que murche.
2. Junte a farinha de trigo e mexa bem. A farinha de trigo vai empelotar num primeiro momento. Mexa bem e refogue por alguns instantes para tirar o sabor de crua.
3. Tire a panela do fogo e junte um pouquinho de leite. Misture, para dissover os grumos, acrescente mais leite.
4. Retorne ao fogo e mexa, adicionando leite para que engrosse.
5. Dê um toquinho leve de noz moscada, coloque o queijo ralado, o requeijão. Deixe ferver, mexendo sempre, até que tome a consistência desejada.
6. Acrescente o lombinho, o champignon e as ervilhas.

Agora com a massa e o molho prontos é só misturar e servir. Se preparar com antecedência, deixe massa e molho separados até o momento de aquecer para servir.

A janta foi regada a espumante e boas conversas:

A receita da sobremesa por enquanto é top-secret ;)

Muitas realizações para o belo casal S2 =*

Café Colonial para o Níver do Pai!

No último dia 6 foi aniversário do meu pai, comemoramos com um café colonial! Eu e a mãe bolamos o cardápio e fizemos os quitutes para um café com 13 queridos convidados aqui no meu ap. O único pedido do pai foi que o bolo fosse um tradicional de aniversário: “tipo branco”. Escolhi a torta mineira, que vai abacaxi e coco, com massa de pão-de-ló branco.

O café foi completo, desde pão caseiro salgado e doce, croissants, bolo de aniversário branco e tudo que se tem direito! Vejam a galeria de gostosuras:

Reunir família e amigos ao redor de uma mesa farta para compartilhar alegrias e gostosuras é um daqueles momentos em que penso no que realmente é importante em minha vida.

Parabéns para meu papai, obrigada pela presença todos e voltem sempre! A casa estará sempre aberta para receber amigos e oferecer quitutes feitos com muito carinho.

Bjo da Mari