Sabores indianos: pão naan e chutney de manga

Aprendi e me apaixonei por estas receitas nas aulas de Panificação Internacional. Fiquei tão maravilhada que repeti as receitas em casa no dia seguinte, para sentir aquela espetacular harmonia de sabores!

O naan é um pão relativamente rápido de fazer, pois é assado logo após a mistura da massa. Uma ótima carta na manga para aquela visita surpresa, ou para sair da rotina do sanduíche no jantar… Mas como é uma receita maravilhosa, pode muito bem ser feita como entrada para um jantar temático indiano.

naan_chutneyNaan (6 porções)

Ingredientes:

  • 300 g farinha de trigo
  • 8 g fermento biológico seco
  • 8 g açúcar
  • 8 g sal
  • 50 g ovo (1 unidade)
  • 60 g ghee (manteiga clarificada)
  • 150 g iogurte natural

Preparo:

  1. Misturar farinha, fermento, açúcar e sal. Depois acrescentar ovo, iogurte e ghee.
  2. Dividir a massa em 6 pedaços. Abrir a massa em formato irregular com rolo ou com as mãos. Não deixar muito fino, cerca de 1 cm de espessura está bom.
  3. Tostar um lado do pão na frigideira de ferro. Finalizar assando no forno, colocando o lado tostado para baixo. Ou assar em forno lastro, colocando os naans diretamente na pedra.

Para fazer o Ghee: colocar manteiga para derreter em banho-maria, assim que formar uma espuma, ou decantar a parte sólida, coar em pano descartável limpo.


Chutney de Manga e Maçã

Ingredientes:

  • 2 unidades de manga madura
  • 3 unidades de maçã vermelha
  • 2 unidades de pimenta-dedo-de-moça
  • 100g de açúcar mascavo
  • 400mL leite de coco
  • 2 unidades de canela em rama

Preparo:

  1. Descasque a manga e a maçã, corte em pequenos cubos.
  2. Retire as sementes e a parte branca da pimenta e pique-a.
  3. Coloque os ingredientes na panela e cozinhe até ficar uma mistura homogênea e com aspecto cremoso. Se necessário acrescentar um pouco de água ou leite de coco até obter o ponto desejado.

Nada melhor do que ouvir um mantra para se inspirar e preparar estas delícias.

Namastê /\

Anúncios

Chega de alface sem graça!

Aí vai um molhinho para dar uma graça para salada.

Molho Delicioso!

São 2 colheres de sopa de cada ingrediente:

Misturar bem e por sobre a salada.

Para uma salada para duas pessoas  1 colher de cada é uma boa porção e não sobra um rio de molho no fundo do prato depois da refeição.

Ah outra dica boa para incrementar a salada é salpicar sementes de girassol, é gostoso, crocante e bem saudável!

Fonte:
Livro Vegetarianismo: sustentando a vida de Maria Laura Garcia Packer [2007]

Passa o Gersal?

Aqui vai uma dica para salgar a comida de forma mais saudável e gostosa: é o gersal!

Conheci o gersal através da macrobiótica, que diz que este tempero é um santo remédio.

Também é chamado de Sal de Sésamo ou Gomásio, uma palavra japonesa – goma (sésamo = gergelim) + sio (sal).

A receita é simples:

9 colheres de gergelim (pode comprar o torrado ou não)
1/2 colher de sal marinho

Tostar o gergelim em uma frigideira de fundo grosso em fogo médio. Caso o gergelim já seja torrado, deixar menos tempo no fogo. Quando o gergelim começar a pular na frigideira, apagar o fogo e retirar o gergelim da panela para esfriar.

Desidratar o sal (ou seja, colocar o sal na frigideira quente).

Bater o gergelim já frio com o sal também frio no liquidificador, até que grande parte dele fique moído.

Guardar em um pote bem fechado e usar como substituto do sal.

Entre os benefícios do gersal estão:

– ajuda a digestão (facilita a secreção dos sucos gástricos e regula o intestino, atuando como um laxante suave);
– neutraliza a acidez do sangue;
– fortalece os sistemas nervoso e imunológico, ajudando na prevenção de doenças;
– aconselhável para dores estomacais e intestinais e menstruação irregular;
– favorece a produção de leite;
– alivia o cansaço;
– permite uma boa circulação sanguínea;
– constitui um excelente suplemento proteico: possui cerca de 15 aminoácidos.

Fonte:
Receita – Livro Vegetarianismo: sustentando a vida de Maria Laura Garcia Packer [2007]
Benefícios – Site: http://www.centrovegetariano.org